sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Arrepio

Uma noite dessas ele tocou meu rosto com os seus olhos fechados.
Passeou com a ponta dos dedos por cada detalhe. Meus cílios, nariz, boca, queixo, sobrancelha, bochechas. Tudo com os olhos fechados.
Ficou assim durante alguns minutos, até que eu perguntei o que ele estava fazendo. Ele me respondeu que era assim o melhor modo de enxergar alguém. Com a ponta dos dedos.
"Experimenta", ele disse, pegando minha mão enquanto eu fechava meus olhos e começava a enxergá-lo.
Agora que eu estou só um pedaço, com cada detalhe dele memorizado na ponta dos meus dedos, tenho certeza de que só fomos capazes de nos enxergar daquela maneira porque, antes, aprendemos a nos enxergar com os olhos de dentro da alma.
Estes, sim, os mais importantes.

***
Trilha Sonora: Chuva.

8 comentários:

Dread disse...

Saiba que hoje eu também tenho memorizado cada detalhe seu nas pontas do dedo, mas que tenho também guardado em minha mente, muitas vezes falha, mas tenho sim.

Não esperava essa postagem, e essa sexta-feira, chuvosa e fria, seria motivo para eu estar de mau humor, mas to com um baita sorriso no rosto.

te amo vida.

gabimazzei disse...

Gente, o amor não é lindo?
^^

Vinícius Aguiar disse...

Lindo, perfeito, mágico!!
adorei a idéia... até acho que vou adotar!!!
hehehehehe
parabéns!

Leonardo Werneck disse...

Uau moça, enxergar com os olhos da alma é uma tarefa para poucos....

Beijos

Dantas disse...

li e gostei!
vamos nos linkar? :}

Di disse...

Tá romântica. Coisa linda o amor, e com essa trilha sonora dá pra ficar inspirada mesmo. Amo chuva!!!

di disse...

uau!

experimenta?? os olhos da alma são realmente os mais importantes...
não sei, a visão não é borrada né?! é bem clara, única e não abstrata...
é,

isso!

Lady Sarajevo disse...

Belo.
Quem dera todos (ou ao menos certas pessoas) entendessem isso.
=)
E a trilha sonora, linda.