segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Incendiando a cozinha - Parte III

Profissão: do lar
Aí, dia desses papai e mamãe foram resolver coisas em outra cidade e me deixaram com a tarefa de cuidar da casa e alimentar os irmãos mais novos.
Já sabendo dos meus não-dotes culinários, deixaram tudo praticamente pronto para eu só esquentar ou fritar na hora de comer. Até o bife já ficou temperado na geladeira.
Acontece que, tapada que sou e todos sabem, nem fritura eu costumo fazer porque ninguém deixa. Acho que pensam que vou virar a panela de óleo fervendo em cima do meu lindo corpinho (eles pensam e eu tenho certeza).
Pois então. Hora do almoço, molecada com fome, vai a Mila Maria para a cozinha.
Burra! Por que eu fui perguntar o que eles queriam comer?
Um disse que queria comer lingüiça de frango (fo-deu!) e o outro queria hamburger.
[pensamento que veio à mente] "Como será que eu frito lingüiça?"
Aí, computador ligado, namorado que entende mais de cozinha do que eu (qualquer um entende mais do que eu) on line...
- Amor, como eu frito lingüiça?
Pacientemente, ele me explicou e ainda disse pra eu tomar cuidado com o óleo quente. Um amor. Ele conhece bem a namorada que tem. Tadinho.
Passei as instruções para o meu ajudante de cozinha irmão e ele mesmo fritou as lingüiças. Afinal, era ele quem queria comer, então nada mais justo do que ele queimar o corpinho dele e não eu queimar o meu.
Antes que me acusem de ser uma irmã má que manda o irmãozinho para a beira do fogão, aviso: ele tem 13 anos (ou 14? Nem sei). É um rapazinho.
E já mostra que não partilha dos meus genes da (des)culinária, porque conseguiu fritar tudo sem se queimar e ninguém morreu comendo depois.
Fora o caso da lingüiça de frango com suporte on line para fritura, teve o probleminha do bife que eu fritei jurando que era carne de porco e depois vim a descobrir que era um filé de frango. Ainda fritei bem fritinho porque sempre ouvi dizer que carne de porco tem que ser bem passada. E ficou tão bem passada que parecia um pedaço de carvão. Meu irmão devia estar com fome, porque ele comeu e não percebeu que era frango (e também não morreu).
Tivemos, ainda, o problema dos talheres que acabaram na gaveta porque eu sou da seguinte opinião: mamãe viajou? Só limparemos a casa horas antes de ela voltar pra que ela pense que tudo esteve limpo durante todos os dias em que ela esteve fora.
No final das contas, tudo correu bem. Ninguém teve intoxicação alimentar, minha mãe acha que eu sei cuidar da casa sozinha e meu namorado ainda diz que quer casar comigo, mesmo sabendo que ele terá que ir pro fogão se quiser comer.
Ah! E eu realizei um sonho ao dizer pro Junior no MSN:
- Vou sair agora porque tenho que limpar a casa e arrumar o almoço porque as crianças estão com fome.

***
Trilha Sonora: Today - Smashing Pumpkins. Gosto tanto do clipe.

5 comentários:

Dread disse...

E mesmo sabendo que vou ter que cozinhar pra min e pra vc, eu quero casar com você sim.

No máximo iremos contratar uma empregada. rs

Eu fiquei com tanto medo de vc's se queimarem depois |:

te amo

Bel Gasparotto disse...

É, esse negócio de 'sair pra cuidar das crianças' eu não gosto nem de falar, acho que atrai, sabe? kkkk

Detesto fritar coisas...

Bjs!

Di disse...

Queimei a gelatina pras bactérias ontem dentro de um balão desse aqui, só um milagre pra tirar a gelatina queimada do fundo dessa joça.
Tomara que eu não precise realmente de um milagre pra isso. :o/


É o que dá ir lavar um balão, enquanto o outro tá no fogo! Argh!

Laís disse...

Consigo ser tão desajeitada na cozinha quanto tu. Por isso que eu sou apaixonada por comida instantânea! ^^

Ivie Scopel disse...

Vamos por partes: fritar linguiça? eca! Vc acertou em por teu irmão pra fritar.

Não saber a diferença entre frango e porco é um caso grave... Mas com o tempo vc aprende.

Ah! Pede a sua mae pra viajar mais vezes e pede pra seu namorado umas dicas mesmo. Explora ele pq ele merece!

Bjocas