quinta-feira, 23 de junho de 2011

Casamento: só em sonho.

Já contei aqui no blog sobre aquele sonho que me persegue, onde eu vou me casar e nunca vejo e nem sei quem é o noivo e algo sempre me atrapalha/me deixa nervosa.
Essa noite (na verdade esse é um post programado, e esse sonho aconteceu na noite de sábado para domingo dessa semana) sonhei, de novo, que eu ia me casar.
Eu estava vestida de noiva, um vestido lindo, divino, maravilhoso. E o casamento seria ao ar livre, como eu sempre quis.
Só que, como sempre, tinha um problema: meu cabelo. Não estava escovado e nem penteado. Estava só lavado e muito molhado ainda. A solução que alguém encontrou foi que eu entrasse no local da cerimônia, que não era uma igreja, usando uma toalha na cabeça. Uma toalha verde piscina (também conhecido como azul piscina. É daquelas cores que eu nunca soube dizer direito qual é). Super descombinando com o meu vestido branco luxo e a decoração branca fina do local. Mas eu entrei.
Quando cheguei ao altar, alguém me avisou que o noivo não estava lá porque era um casamento judaico, já que o noivo era judeu e ele não viria até que a cerimônia terminasse. Ele ficaria num cômodo ao lado, aguardando para entrar no final só. Segundo a tradição deles (que eu acho que é a tradição que o meu cérebro inventou), eu devia assumir o compromisso do matrimônio com toooooda a parentaiada dele que estava presente no altar, junto comigo. Depois que estivesse tudo certinho, ele viria.
Mas... Eu sabia quem era o noivo dessa vez. Pela primeira vez, em todos esses anos sonhando com o meu casamento, eu vi o noivo. Do altar, eu conseguia enxergar uma salinha onde ele estava "guardado".
E ele estava lindo, de terno todo preto, gravata, vermelha ou vinho (não sei, gente, tava longe) e cabelo penteadinho no estilo vaca lambeu. Bem, o noivo era justamente o Sr. Namorado (que agora, na verdade, não é mais o namorado, mas meu cérebro deve estar trabalhando com algumas semanas de atraso no seu calendário onírico).
Só que a cerimônia foi meio tumultuada e, no final das contas, ele não veio pro altar e eu acabei, mais uma vez, meio que ficando sem o noivo.
Preciso dizer que não gostei desse sonho, como sempre?
Também não preciso dizer que quero algum leitor entendido de sonhos para vir analisar tudo isso aqui e me dizer se isso é um bom ou mau sinal, né? Nos comentários ou no meu e-mail, s'il vous plaît.

***
Trilha Sonora: No Recreio - Cássia Eller. "Eu só queria me casar com alguém igual a você E alguém igual não há de ter". Coincidências da madrugada.

***
Trilha Sonora n°2: Por Onde Andei - Nando Reis. Enquanto eu terminava de formatar o post, começou essa, linda, linda, linda. "Será que eu sei que você é mesmo tudo aquilo que me faltava?"

4 comentários:

maray disse...

segundo Freud, os sonhos não são premonitórios ( apesar da minha mãe ter sempre achado o contrário). São apenas manifestações distorcidas da realidade. Você juntou algumas coisas aparentemente esquisitas mas que devem ter um significado pra vc. Até a cor da toalha no cabelo, até o noivo "longe", até o fato de vc não estar, evidentemente, "pronta". Você é quem vai ter que buscar, dentro de si, a significância dessas coisas todas. Assim, você não estará aprendendo sobre o seu "futuro" mas conhecendo melhor a si mesma e ao seu passado, segundo as marcas que esse passado deixou.
Mas se vc discordar, não liga não. Sou uma psicóloga que sempre trabalhou na vida com política, e, que, portanto, sabe muito de manhas e rapoisas, do lado B da vida e pouco do lado onírico!
De qualquer forma, acredito que vc em breve terá superado essa fase de sonhar com o ex e vai partir pra outra. Vc me parece corajosa e enfezada. Isso é bom, sabia?

beijos

Mila disse...

Obrigada, Maray! Adoro seus comentários porque eles sempre me dizem algo interessante e, dessa vez, me fez até pensar que eu talvez não esteja sendo tão cruel com os meus sonhos (os sonhos que tenho acordada. rs), desistindo de todos eles de uma vez. Talvez eu não esteja pronta mesmo. Preciso tirar a toalha da cabeça e pentear meu cabelo. =)

Aline disse...

Na minha humiiiirde opinião... esse sonho quer dizer que tu já sabe com quem tu quer casar, e eu voto pra que essas pessoas envolvidas se reencontrem tra la la la la...

poetriz disse...

Mas eu vou dizer como a vida é cheia de coincidências, eu vivia sonhando com alguém que não existe mas tinha um nome.
Dia desses conheci alguém com esse nome e desde então ando encucada se era premonição ou se é pura coincidência.
No seu caso, eu como péssima analista de sonhos diria que refletem seu desejo de ter um relacionamento sério, no sentido de verdadeiro e não de casamento propriamente dito. Mas você tem encontrado muitas dificuldades, inclusive algumas criadas por você mesma (propositalmente ou inconscientemente). O Sr.Namorado era apenas figurante, provando que ele não era o cara certo no momento certo. Talvez no meio desse seu sonho tenha alguma dica do fim do relacionamento de vocês, algo que magoou você, mas seria arriscado tentar adivinhar.
Adianto, que meus palpites pra mega sena nunca deram certo. Infelizmente.